Confie no Senhor

(Sugestão: Envie esta mensagem por correio ou e-mail para as irmãs que você visita.)

Esta vida é uma expe­riên­cia de pro­fun­da con­fian­ça—con­fian­ça em Jesus Cristo, em Seus ensi­na­men­tos, em nossa capa­ci­da­de de, guia­dos pelo Santo Espírito, obe­de­cer os ensi­na­men­tos para ter­mos feli­ci­da­de agora, e ter­mos uma exis­tên­cia eter­na de supre­ma feli­ci­da­de. Confiar sig­ni­fi­ca obe­de­cer de boa von­ta­de, mesmo sem conhe­cer os resul­ta­dos. A fim de pro­du­zir fru­tos, a con­fian­ça no Senhor deve ser mais forte e dura­dou­ra que a con­fian­ça em nos­sos sen­ti­men­tos pes­soais e nossa expe­riên­cia.

Exercer fé sig­ni­fi­ca con­fiar que o Senhor sabe o que está fazen­do conos­co e que Ele o faz para nosso eter­no bem, mesmo que não com­preen­da­mos como Ele con­se­gui­rá fazê-lo.

Descobri que, devi­do ao dese­jo do Pai que cres­ça­mos, Ele, nos dará ins­pi­ra­ção quase imper­cep­tí­vel, e se esti­ver­mos dis­pos­tos a acei­tar sem racla­ma­ções, Ele a aumen­ta­rá até que se torne uma clara indi­ca­ção de Sua von­ta­de. Compreenderemos isso devi­do a nossa fé e dese­jo de fazer o que Ele pede, mesmo que seja con­trá­rio a nossa von­ta­de.

Nosso Pai Celestial con­vi­da-nos a falar de nos­sas neces­si­da­des, espe­ran­ças e dese­jos a Ele. Isso não deve ser feito em espí­ri­to de nego­cia­ção, mas sim como dese­jo de obe­de­cer a Sua von­ta­de acima de tudo. O con­vi­te “pedi e rece­be­reis” (3 Néfi 27:29) não garan­te que rece­be­re­mos o que dese­ja­mos, mas sim de que se, for­mos dig­nos, rece­be­re­mos o que pre­ci­sa­mos, na opi­nião de um Pai que nos ama com per­fei­ção e dese­ja nossa feli­ci­da­de eter­na mais do que nós mes­mos.

Reconhecer a mão do Senhor em nossa vida e acei­tar a von­ta­de Dele sem recla­mar é o iní­cio.

RICHARD G. SCOTT (Outubro, 1995)